Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Fedorento Fãs

Gato Fedorento: 4 pessoas, 4 homens, 4 comediantes, mas acima de tudo são 4 amigos... 4 amigos que adoram o que fazem, e nós adoramos o seu trabalho!

Gato Fedorento Fãs

Gato Fedorento: 4 pessoas, 4 homens, 4 comediantes, mas acima de tudo são 4 amigos... 4 amigos que adoram o que fazem, e nós adoramos o seu trabalho!

"Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios" em DVD

13
Dez09

 

O DVD será lançado no dia 17, com a VISÃO, e a 19, no Expresso: Por apenas mais € 9,90!

O último programa do Gato Fedorento, "Esmiúça os Sufrágios", chega a DVD. A VISÃO e o EXPRESSO  vão lançar um pack composto com três DVD´s do programa "Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios". Este DVD contém os 28 programas "Esmiúça os Sufrágios" mais os dois programas "Escrutina os Escrutínios". No total são mais de 12 horas de programa. O DVD terá um preço de 9,90 euros.

Humor do gato Ricardo Araújo Pereira conquistou caldenses

13
Dez09

 

O “gato” Ricardo Araújo Pereira esteve nas Caldas para dar a conhecer o seu novo livro, "Novas Crónicas da Boca do Inferno", tendo batido um recorde de audiência na sala do CCC onde habitualmente decorrem estas apresentações.

O humorista disse que a sua profissão consiste em “tentar fazer rir as pessoas” e dissertou sobre o riso ao longo da História, abordando o que sobre esta arte diziam figuras como Woody Allen e Raul Solnado. “Fazer rir ou é fácil ou é impossível”, comentou Ricardo Araújo Pereira, acrescentando que a sua carreira começou em casa ao tentar fazer rir a sua avó.

Mais de 250 pessoas - algumas ficaram sentadas  no chão – escutaram atentamente o mais conhecido dos humoristas do Gato Fedorento que deu a conhecer o seu último livro onde estão reunidas as cem melhores crónicas que publicou na revista Visão nos últimos dois anos.

Ricardo Araújo Pereira deu a conhecer que foi convidado para colaborar na Visão pelo então director, Cáceres Monteiro (já falecido) e que pôs sobre a mesa várias hipóteses: uma a de escrever sobre o que é ser português, outra sobre a sua vida  ou ainda sobre temas da actualidade. “Nunca escreveria tão bem como Miguel Esteves Cardoso faz sobre o que é ser lusitano; sobre a minha vida, seria aborrecido para os leitores e embaraçoso para mim e por isso optei pela actualidade”.

Desta forma, a revista tinha um mesmo tema tratado de forma jornalística e também humorística. E nestes textos há um pouco de tudo: um desdobrável sobre o peso dos móveis do Ikea até textos sobre a politica portuguesa ou sobre o facto do cão de Obama ser português.

Entre as afirmações e perguntas - muitas das quais sobre o seu clube de futebol, o Benfica - houve quem tivesse questionado como foi entrevistar os políticos na televisão por altura das últimas legislativas. Ministros, ex-presidentes da República, lideres da oposição, membro do Conselho de Estado não faltaram aos Gato Fedorento, para um programa que, pelo canal televisivo, teria durado até ao Natal. “Algo impossível pois o programa original, nos EUA, é escrito por 30 pessoas e apresentada por outras seis. Nós somos os mesmos quatro a fazer tudo”, disse o convidado. 

“Gato Fedorento esmiúça os Sufrágios” foi uma sugestão da SIC e entre os humoristas comentaram que seria bom ter o primeiro-ministro e a líder da oposição logo nos primeiros programas. Só que no Domingo, “na véspera da estreia do programa ainda não tínhamos a garantia que o primeiro ministro ia ao programa e mesmo quando nos garantiram... nós pensámos...Ah promessas de Sócrates...”, disse Ricardo Araújo Pereira que fez a plateia rebentar a rir com o comentário. Mas de facto José Sócrates cumpriu a promessa e logo na semana seguinte foi Manuela Ferreira Leite a convidada  do programa.

Segundo o autor, todos os entrevistados eram mais divertidos nos bastidores do que no decorrer do programa. “Estavam todos mais nervosos do que eu, o que era difícil sabendo que todos tinham muito mais experiência em televisão em directo”. E isto porque a maioria tinha muito a perder já que “lidar mal com o registo humorístico é desconfortável para quem está a ver e também para quem o faz”.

O político que esteve mais à vontade,  na opinião de Ricardo, foi o ex-Presidente da República, Mário Soares. Mesmo antes de entrar perguntaram-lhe se estava nervoso respondeu que não, “ora se já estive contra o Cunhal, não era agora que ia ficar nervoso ...”.

Ricardo Araújo Pereira respondeu sempre a todas as questões e até confirmou que poderia participar na próxima Feira do Livro do Colégio Rainha D. Leonor, que se vai realizar em Março de 2010, convidado pelos estudantes durante o decorrer do café-literário organizado pela Livraria 107