Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Fedorento Fãs

Gato Fedorento: 4 pessoas, 4 homens, 4 comediantes, mas acima de tudo são 4 amigos... 4 amigos que adoram o que fazem, e nós adoramos o seu trabalho!

Gato Fedorento Fãs

Gato Fedorento: 4 pessoas, 4 homens, 4 comediantes, mas acima de tudo são 4 amigos... 4 amigos que adoram o que fazem, e nós adoramos o seu trabalho!

Ricardo Araújo Pereira mostra o seu humor em Cabeceiras

21
Jun10

Ricardo Araújo Pereira (RAP), um dos elementos do grupo de humoristas mais bem sucedido do nosso País, “Gato Fedorento”, esteve ontem à tarde no auditório do Centro Hípico de Cabeceiras de Basto, à conversa com uma audiência que aprecia o seu trabalho e que se riu com as suas frases carregadas de humor. O humorista esteve ladeado pelo presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Joaquim Barreto, a apresentadora Ana Viriato da RTP, e o vereador da Cultura da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Domingos Machado.

No final desta iniciativa, organizada pela EMUNIBASTO, uma empresa dependente da Câmara Municipal, Ricardo Araújo Pereira deu um autógrafo a quem se apresentava com um dos seus livros, os quais reúnem as crónicas que têm vindo a ser publicadas na revista «VISÃO».

Autarcas que se sentam ao lado de um humorista que escreveu aquilo que se segue, revelam pelo menos ter capacidade de encaixe…

«Por falar nisso, dizem-me que se aproximam as eleições autárquicas. Deixem ver se eu percebo: vamos eleger autarcas, é isso? Mesmo sabendo nós o que é um autarca, vamos ter de votar num. Pela minha parte, tenho um plano de acção montado. Vou votar no candidato que declarar: «Votem em mim, porque eu vou falhar rotundamente.» Terá o meu voto o autarca cujo cartaz disser: «Vou conluiar-me com os empresários da construção civil e com a malta do futebol.» Apoio a lista do político que garantir: «Vou ter um saco azul, e depois fujo para o Brasil.»

Todos sabemos que esta gente nunca cumpre nada do que promete.»

Crónica «Vamos fazer implodir Portugal inteiro», 1.º Volume, pág. 140

Colecção Literatura de Humor com novo título

11
Jun10
Escolhida pelo Gato Fedorento Ricardo Araújo Pereira, a colecção Literatura de Humor da Tinta-da-China tem mais um título no seu catálogo, concretamente «Wit - Ensaios Humorísticos», de Robert Benchley.
  
«´Este livro reúne um conjunto de textos a que chamámos "ensaios humorísticos", designação que, tendo em conta a relativa má reputação do humor e dos humoristas pode, à primeira vista, constituir um oximoro. E, no entanto, é de ensaios humorísticos que falamos aqui – até porque, além de tudo o mais, Benchley foi uma espécie de enciclopedista do humor. A sua produção é tão vasta e variada que parece não ter sobrado nenhum tema no qual ele não tenha detido um olhar humorístico: quer os temas mais fáceis e acerca dos quais toda a gente tem uma opinião (como a morte, o amor, ou a guerra), quer os temas mais difíceis, e sobre os quais – não por acaso – os filósofos têm tido mais relutância em reflectir (como a febre dos fenos, as enguias ou as casas de banho). O seu amigo James Thurber diria que um dos maiores medos de qualquer humorista era passar três semanas a trabalhar numa ideia e depois descobrir que Benchley já tinha feito o mesmo mas melhor e mais depressa. (...) Robert Benchley foi um humorista a quem os mestres chamavam mestre. Não é para todos´, escreve Ricardo Araújo Pereira no prefácio»
 

Ricardo Araújo Pereira e a mulher, Maria José Areias, divertem-se no teatro

15
Mai10

É raro Ricardo Araújo Pereira e a mulher, Maria José Areias, surgirem juntos em eventos públicos. Mas desta vez o humorista e a produtora de rádio não faltaram à estreia da peça «Agora a Sério», no Teatro Aberto, em Lisboa. O encenador, Pedro Mexia, é amigo de Ricardo Araújo Pereira. «Gostei muito da peça. Não costumo ir a estreias, mas desta vez vim porque o encenador é meu amigo e não podia faltar», disse o líder dos Gato Fedorento, que trabalhou antes com Pedro Mexia, com quem adaptou para teatro o texto «Como Fazer Coisas com Palavras».

É sabido que Ricardo Araújo Pereira não gosta de falar da sua vida privada, por isso, quando questionado sobre esta rara saída a dois com a mulher, evitou os detalhes: «Não há nada de especial para dizer sobre as minhas saídas com a minha mulher. A nossa vida é perfeitamente normal», disse.

 

Por outro lado, o humorista reconhece que evita as estreias: «Normalmente, gosto de pagar o meu bilhete. Além disso, não sou grande fã de festas do croquete. Por outro lado, nas estreias fica-se muito exposto e eu, confesso, prefiro estar mais resguardado», afirma. Talvez por causa dessa exposição, o humorista admitiu à Lux que não sente falta da televisão e que não tem nenhum projecto a curto ou a médio prazo. Ricardo Araújo Pereira, de 36 anos, e Maria José Areias, de 38, são pais de duas meninas, Rita, de 6 anos, e Inês, de 5. Aliás, foi às filhas que Maria José Areias foi buscar inspiração para, juntamente com Carla Rocha e Ana Margarida Oliveira, escrever o livro «Ó Mãeee!», recentemente editado.




in:LUX